7 dicas para criar boa relação de negócios

7 dicas para criar boa relação de negócios

Aqui estão algumas orientações concretas para a promoção de uma forte relação de negócios entre parceiros 

 

  1. Inicie um relacionamento antes de assinar o contrato

Negociadores sempre estão preocupados com as disposições contratuais de um negócio, mas na realidade é necessário também estabelecer uma base sólida para um relacionamento de negociação desde o início das negociações.

Antes de se sentar na mesa de negociação, considere a contratação de um consultor para desenvolver e orientar um programa de atividades de construção de relacionamento, que podem incluir workshops, sessões para se familiarizar e retiros para executivos para ambos os lados.

  1. Selecione as pessoas certas para gerenciar o relacionamento

O início de uma relação de negócios exige diplomacia, bem como conhecimentos técnicos. Para estabelecer uma base sólida para o relacionamento, cada lado deve selecionar negociadores com habilidades de relações interpessoais, conhecimento e sensibilidade.

Essas qualidades podem ser mais importantes a longo prazo do que o conhecimento técnico de especialistas de engenharia, marketing ou finanças. Assim como diplomatas de estado, o executivo designado a gerenciar o relacionamento em negociação deve receber a aprovação do outro lado.

  1. Envolva os Negociadores na implementação do negócio

Demasiadas vezes, as empresas que assinam um contrato de longo prazo presumem que uma sólida relação de trabalho se desenvolverá automaticamente. Por exemplo, a General Motors negociou uma série de joint ventures que tiveram problemas, a GM e seus parceiros internacionais começaram a trabalhar juntos.

Por quê?

Porque as equipes que negociaram o acordo não estavam envolvidas na sua implementação. Após negociadores da GM formarem uma joint venture, eles passaram para o próximo negócio, deixando outros executivos com a tarefa de descobrir como fazê-lo funcionar.

Durante a negociação, ambos os lados ganharam uma enorme quantidade de informações sobre o outro no processo e formaram uma relação positiva.

Para mobilizar esses ativos valiosos, os próprios negociadores devem desempenhar um papel na implementação da operação, pelo menos desde o início. 

  1. Trabalhe para manter líderes envolvidos e interessados na relação

Muitos negócios são formados com o envolvimento ativo dos líderes das empresas, cujo relacionamento pessoal torna-se uma base para a relação entre as duas organizações. Após a assinatura do contrato, é importante encontrar formas de manter visível interesse da administração.

Tente agendar reuniões periódicas para os líderes avaliarem em conjunto a evolução da relação entre suas empresas.

  1. Eduque os funcionários da Empresa sobre o negócio

Não presuma que os funcionários em sua empresa se tornarão entusiasta e bem informados sobre o negócio como negociadores estão. De fato, outros podem ver o envolvimento com outra empresa como um fardo, ou mesmo uma ameaça.

Inevitavelmente, a implementação de qualquer acordo terá dificuldades, tais como atrasos na entrega, falha e falta de comunicação.

Ambos os lados serão mais capazes de superar esses problemas, se os seus funcionários saberem e confiarem uns nos outros do que enxergarem com suspeita e hostilidade.

Para superar a resistência dentro de sua organização, os defensores do negócio devem planejar esforços educacionais que eduquem os funcionários das duas empresas com reuniões, retiros, seminários, visitas ao local, e memorandos produzidos em conjunto e boletins informativos.

Lembre-se: relações organizacionais começam com as relações pessoais.

  1. Planeje meticulosamente e supervisione as atividades iniciais conjuntas

Da mesma forma que a abertura no processo de tomada do negócio pode facilitar ou dificultar os passos que se seguem, atividades conjuntas iniciais entre parceiros contratuais podem facilitar ou dificultar a criação de uma relação de trabalho produtiva.

Consequentemente, os dois lados devem cuidadosamente definir e supervisionar os primeiros movimentos em seu relacionamento.

Não presuma que tudo vai fluir suavemente com os termos do contrato. Melhor começar aos poucos, com ações que são certeza de sucesso, antes de passar para projetos mais ambiciosos. Antes de iniciar a produção em larga escala de novos dispositivos de imagem, por exemplo, você certamente primeiramente querer fazer e testar um protótipo.

  1. Crie um cronograma de reuniões para analisar os progressos

Apesar de uma relação de negócios ser orgânico e evolui ao longo do tempo, isso não significa que os dois lados não devem conscientemente moldá-la. Para orientar a evolução de uma relação sólida, ambas as empresas devem aderir rigorosamente a uma programação regular de reuniões, em vez de apenas cumprir a partir de “tempos em tempos” ou “quando surge a necessidade.”

6 dicas de construção de confiança com seus clientes

6 dicas de construção de confiança com seus clientes

6 dicas importantes de construção de confiança com seus clientes

A construção de confiança com seus clientes ajuda no relacionamento dele e consequentemente no crescimento de sua empresa. Saiba mais!

Como evitar conflitos e perda de confiança na negociação

Como evitar conflitos e perda de confiança na negociação

Confiança na negociação: A base do seu relacionamento

Embora as negociações são inerentemente arriscadas, existem maneiras de reduzir o risco e melhorar suas chances de sucesso. Para isso, é necessário concentrar na base do seu relacionamento: a confiança.

Pense em um momento em que você obteve a perda de confiança na negociação com um homólogo e tentou renegociar os termos. Será que você quis ajustar a medida da confiança?

Nós frequentemente entramos em negociações com uma suposição de confiança, com a hipótese de realizamos relacionamento com a outra parte. Quando as coisas dão errado, como muitas vezes acontece, nos geralmente estamos dispostos a negociar os termos da relação por medo de destruir a própria base da confiança. Afinal, quando se comunica uma perda de confiança, o outro lado provavelmente não tomará esta mudança com calma. A raiva fere sentimentos e pode deixar a situação pior do que antes.

As pessoas geralmente não gostam de desvios do status quo. Em contraste, quando os negociadores constroem a confiança na negociação de forma incremental, um ceticismo saudável sinaliza apenas uma falta de confiança, não uma traição sinalizada por perda de confiança.

Negociando com um novo homólogo.

Quando começar as negociações com alguém novo, é importante discutir as regras, incluindo crenças básicas sobre a confiança que ambos trazem para a mesa. Ao invés de assumir a confiança mútua, explique que você é um tomador de risco conservador e que prefere construir a confiança lentamente ao longo de um relacionamento.

Comunicar a sua preferência para a construção de confiança ao longo do tempo evita a necessidade de sinalizar a desconfiança mais tarde. Considere-se que muitos pacientes acham difícil informar ao seu médico de longa data que querem uma segunda opinião, temendo o médico será ofendido e talvez até mesmo dar-lhes cuidados inferior no futuro. Mas se você diz a um médico durante o seu primeiro check-up que você valoriza segundas opiniões e torná-los um procedimento padrão, você irá evitar essa situação desconfortável.

6 dicas de negociação para iniciantes

6 dicas de negociação para iniciantes

6 dicas de negociação para iniciantes

Se você está comprando uma nova casa ou carro, ou ainda negociando um desconto em uma compra de estoque para a sua empresa, a arte de pechinchar permite aos negociadores fazer uma reivindicação forte para a sua fatia do bolo.

Aqui estão 6 dicas de negociação para iniciantes que irá ajudar você a se tornar um melhor negociador comercial.

  1. Pesquise completamente o que você quer e onde você pode obtê-lo.
  2. Considere o que o outro lado fará se afastar de um acordo.
  3. Definir um palco para a negociação que seja confortável para ambos os lados.
  4. Ao fazer a primeira oferta indique a sua intenção.
  5. Insista para que o outro lado retribua cada concessão que você faz.
  6. Amplie a fatia do bolo ao discutir questões do preço.

Veja também 4 Dicas de negociação para Gestão de Conflitos na mesa de negociação